Margarida do Asfalto
Margarida do Asfalto
Uma gari que varre as ruas da orla de Praia Grande, no litoral de São Paulo, descobriu, por meio da fotografia, uma forma de realizar o sonho de cursar uma faculdade e mudar de vida. Apelidada de ‘Margarida do Asfalto’, Ana Paula Cassia, de 36 anos, fez um ensaio fotográfico com o objetivo de tentar arrecadar fundos para se tornar uma bióloga.

Ana Paula começou a trabalhar como gari durante uma temporada de verão, até passar em um concurso público e se tornar gari ‘oficial’ da orla da cidade. “Foi uma alegria imensa. Passei no concurso em 2013”, relembra. Durante o trabalho, as amigas garis diziam que Ana Paula seria uma boa modelo. Por isso, elas brincavam de tirar fotos durante o serviço. “Fiz amizade com várias mulheres. A gente brincava muito. É muito bom trabalhar e o tempo passa rapidinho. Elas tiravam fotos minhas trabalhando”, explica.



Após algum tempo, ela resolveu seguir o conselho das amigas e a brincadeira virou coisa séria. Ana Paula procurou uma fotógrafa profissional para fazer um book e encontrou Márcia Mendes, de Santos. “Quando eu falei que era gari, ela não acreditou. Marcamos as fotos e foi tudo de bom. A Márcia é especial. Eu cheguei tímida, não entendia nada e minha autoestima estava baixa. Ela me abraçou de uma maneira muito forte. Eu não tinha roupa, sapato, nada. Cheguei lá e ela me deu tudo”, conta.

Enquanto as oportunidades não surgem, ela nem pensa em largar a profissão estável de gari. Ela brinca que quem vê as fotos da ‘Margarida do Asfalto’ nem imagina a história e os sonhos que ela carrega. Márcia conta que, apesar das dificuldades do dia a dia, Ana Paula não perde o sorriso no rosto. “Você vê uma menina tão linda nas fotos e, durante o dia, ela está capinando, catando lixo. Ninguém sabe disso”, finaliza Márcia.

Postar um comentário

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.