Ao completar neste sábado, 02, um ano do caso insolúvel, a Guarda Municipal de Feira de Santana promoveu uma manifestação no Parque da Lagoa para cobrar da Polícia Civil resultado das investigações visando elucidar o crime cometido neste mesmo local contra o inspetor da corporação Marcus Vinícius Alves

A manifestação, promovida pela Associação da Guarda Municipal de Feira de Santana, a mais antiga corporação no país, também foi marcada por uma exposição de fotografias registrando momentos de atuação do guarda municipal, que também já exerceu a função de comandante da corporação.

O secretário de Prevenção à Violência e Promoção dos Direitos Humanos (Seprev), Mauro Moraes, ressaltou a importância da iniciativa visando a elucidação do crime, que chocou a corporação e a cidade, em função do papel que a vítima desenvolvia. “A iniciativa visa pedir ajuda à Polícia Civil no sentido de elucidação do crime. As investigações continuam sendo realizadas, estamos acompanhando e mantendo contatos frequentemente com o delegado que cuida do caso, mas é difícil em função das circunstâncias do crime”, ressaltou.

Representando a Associação da Guarda Municipal, Israel Santana relatou a trajetória de Marcus Vinícius, lembrando que o mesmo atuou como guerreiro e motivou a luta pela valorização da corporação.

Marcus Vinícius foi o primeiro colocado no concurso de 2006 para preenchimento de vagas nos quadros da Guarda Municipal. Integrou a Associação da categoria como relações públicas, passou a ser presidente da entidade, foi sub-comandante e posteriormente comandante. Foi assassinato há um ano quando exercia a profissão atuando no Parque da Lagoa.

As informações são da Secom e fotos de Tauri Reis
Marcadores:

Postar um comentário

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.