Agora no Portal

Menor acusado de envolvimento em homicídio diz que iria comer orelha de vítima

Ed Santos/Acorda Cidade Um dos menores acusados de envolvimento na morte de Cleber Santos Sampaio, conhecido como “Touro”, 22 anos, que foi assassinado e teve a orelha decepada no domingo (15), afirmou à delegada, Dorean dos Reis, que pretendia fritar e comer a orelha da vítima.


De acordo com a delegada, o menor foi apreendido após denúncias relatando que ele estava no bairro Mangabeira exibindo uma orelha. Segundo ela, equipes da Coordenadoria e da Delegacia de Furtos e Roubos foram ao local e apreenderam seis menores, sendo que três foram apreendidos e autuados em flagrante, pela participação direta no homicídio.

“Eles disseram que ainda existem outros envolvidos no crime, que estão foragidos. Disseram também que atraíram a vítima, deflagraram tiros, jogaram uma churrasqueira com brasa quente e depois fizeram um corte no pescoço. Para provar aos mandantes que houve o assassinato, eles arrancaram uma orelha da vítima”, informou.

A delegada Dorean disse que, há 10 anos à frente da Delegacia para o Adolescente Infrator (DAI), ainda se surpreende com a crueldade que um menino de 17 anos se propõe a fazer. "Ele disse sem arrependimento nenhum que iria comer a orelha da vítima, pois ainda estava fresca".

Arma do crime


Ainda de acordo com a delegada, foi encontrada munição e uma arma com os irmãos Alisson Bastos e Romário Bastos, e segundo um dos adolescentes acusados de envolvimento na morte de ‘Touro’, essa foi a arma utilizada no crime.

“Os irmãos foram autuados pela delegada Ana Cristina Santos, por porte de arma e porte de munição, e encaminhados para o presídio regional. Os menores ainda informaram que o crime foi definido durante o enterro de um homem que foi assassinado no sábado”, afirmou, acrescentando que as investigações prosseguem para identificar o mandante o crime.
As informações são do Acorda Cidade