Reprodução/ G1Uma mancha na Baía de Todos-os-Santos apareceu na manhã desta quarta-feira (18), após o incêndio que tomou conta da unidade de reliquefação do navio Golden Miller, no Porto de Aratu, em Candeias, região metropolitana de Salvador.

O Instituto do Meio Ambiente e Recursos (Inema) enviou técnicos ao local para descobrir se a mancha é poluente ou não. A Capitania dos Portos da Bahia marcou coletiva no início da tarde desta quarta-feira, para se pronunciar sobre o caso.

O incêndio continuava atingindo o navio após 15 horas do primeiro foco. O fogo foi provocado após explosão na área interna da embarcação. As informações são da Companhia das Docas do Estado da Bahia (Codeba). Parte do local foi interditada.




De acordo com a Codeba, equipes do Corpo de Bombeiros e da Marinha permancem no local do acidente na manhã desta quarta-feira (18) e tentam apagar os últimos focos de incêndio.

As equipes que estão na região do acidente, segundo os militares da operação, aguardam a queima de todo o combustível existente na casa de máquinas do navio, a fim de evitar o risco de novas explosões. Apesar dos cuidados, não há possibilidade de que o fogo se propague para o resto da embarcação, informou a Codeba.

Por meio de nota, o Comando do 2º Distrito Natal afirma que dois dos quinze tripulantes que estavam a bordo do navio tiveram ferimentos leves. Eles receberam atendimento médico e "encontram-se em boas condições de saúde".

De acordo com a Codeba, uma falha no compressor da unidade de reliquefação do navio, que era carregado por gás propeno no momento do acidente, pode ter causado a explosão.

Por causa do acidente, as atividades foram suspensas no terminal de gás e líquidos. Segundo a Codeba, o Porto de Aratu está operando apenas com o terminal de sólidos.

Explosão

Um morador da região informou ao G1 que viu o momento da explosão. "Eu estava na praia quando ouvi a explosão e vi uma nuvem de fumaça muito preta saindo do navio", disse Nadson do Carmo.

De acordo com o representante do armador do navio, Ludwig Silva, a embarcação não corre risco de explosão. O Comando do 2º Distrito Natal informou que será instaurado um inquérito administrativo, cujo prazo de conclusão é de 90 dias, para apuração das causas e responsabilidades do ocorrido.

Baía de Todos-os-Santos

A Baía de Todos-os-Santos completou 512 anos no dia 01 de novembro de 2013. O local possui 1.200 km de metros quadrados e é a maior do Brasil, segunda maior do mundo. A baía é do tamanho da cidade do Rio de Janeiro e possui, ao todo, 56 ilhas, a maior é a de Itaparica. Acredita-se que no fundo do mar da Baía de Todos-os-Santos existam pelo menos 100 navios naufragados.

Os indígenas que moravam nas proximidades da Baía a chamavam de Kirimurê, que significa grande rio fechado. As informações são do G1.
Marcadores:

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.