Seis homens armados renderam o gerente da agência do banco Bradesco da Avenida Getúlio Vargas, em Feira de Santana, e levaram o dinheiro do cofre. O valor roubado não foi informado, e de acordo com a polícia, os bandidos não tiveram acesso aos caixas eletrônicos. O gerente foi abordado no estacionamento da agência.

Os assaltantes agiram de maneira rápida e silenciosa. O policial informou que os bandidos ameaçaram o refém e informaram que a esposa e os filhos dele foram sequestrados. Além disso, eles mencionaram informações da vida pessoal para que a vítima acreditasse no que estava sendo dito.

Câmeras desligadas

As câmeras de monitoramento estavam desligadas há três dias, segundo informações obtidas pelo tenente coronel Amon Gomes, comandante da 64ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), responsável pela segurança no centro da cidade.

“Eles foram extremamente inteligentes e cautelosos. Essa foi a primeira ação em agência bancária efetuada com êxito nos últimos anos em Feira de Santana. Eles entraram e saíram sem serem percebidos”, disse o tenente informando que os marginais possivelmente tinham informações sobre horário de chegada e descrição do veículo do gerente.

O comandante Amon estranhou o fato de nenhum alarme da agência ter sido acionado. Ele explica que, se isso tivesse acontecido, a polícia chegaria a tempo de encontrar os bandidos. Durante a ação criminosa, que durou mais de meia hora, todos os funcionários foram levados para uma sala e obrigados a entregar os aparelhos celulares.

As informações são dos repórteres Ed Santos e Aldo Matos do Acorda Cidade

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.