A forte colisão que vitimou seis pessoas na madrugada desta quinta-feira (7), na BR-116, no sudoeste da Bahia, pode ter sido provocada por um cochilo, segundo a polícia.


“A causa do acidente pode ter sido sono porque a van adentrou a contramão. O caminhoneiro ainda tentou tirar para acostamento, mas não conseguiu. O motorista provavelmente dormiu ao volante. O horário que aconteceu, 4h30, também é um horário de sono”, disse o inspetor Luis Cruz, do posto da Polícia Rodoviária Federal de Jequié.

A van, uma Sprinter/Mercedes-Benz, placa NMJ 6536, saiu de Louveira com destino a cidade Santana do Ipanema, em Alagoas. O veículo transportava 16 pessoas. O choque violento ocorreu no trecho conhecido como “Serra do Mutum”. A van bateu de frente com um caminhão da Volkswagen, placa CYR 5689, de São Paulo.

Morreram no acidente, o motorista da van, José Roberto da Conceição Bezerra, de 37 anos e os passageiros Gerusa Correia da Silva, 60, Luís Gonçalves, 66, Advan Rodrigues dos Santos, 24 e Karen Cristina Escobar, de 25 anos. O motorista do caminhão, Julio Mineo Nagaoka, 50 anos, também veio a óbito.

Uma garota de 10 anos e um homem, ainda não identificado, foram socorridos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e encaminhados para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), do Hospital Prado Valadares. Outros três passageiros, Rodrigo Sena da Silva, 20, Tiago da Silva, e uma garota de 8 anos estão internados em estado grave. Outros nove passageiros tiveram apenas lesões leves.

A pista ficou interditada por cerca de três horas. De acordo com a PRF, existem indícios de que a van realizava transporte irregular.

Marcadores:

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.